Página 4 - Informativo Fesp iNova - Nº 2 - Agosto 2012

A hidronímia, estudo de nomes de cursos
d’água, é o tema do projeto de extensão de
duas alunas do curso de Letras. Orientadas
pela professora mestra Gisele Ribeiro, as
bolsistas Gisele Oliveira e Suzane Reis es-
tão estudando a origem do nome de córre-
gos, ribeirões, rios e cachoeiras do Parque
Nacional da Serra da Canastra. “O tema foi
escolhido porque aborda o tripé linguística,
história e cultura, e através dele queremos
provar a relação entre o nomear das coisas,
a cultura e a história das comunidades per-
tencentes ao Parque Nacional da Serra da
Canastra”, explica a professora Gisele. O
projeto consiste, em primeiro lugar, na cole-
ta dos nomes dos cursos d’água em mapas
confeccionados pelo IBGE e em entrevistas
com os moradores do local. Em seguida são
feitas as discussões, análises e classificações
dos dados obtidos. Por fim será confecciona-
do um glossário com o resultado de toda a
pesquisa. As comunidades pertencentes ao
Parque Nacional da Serra da Canastra rece-
berão um retorno da pesquisa, em forma de
palestras educativas sobre a cultura, história
e a língua da região e também ganharão o
glossário dos cursos d’água. O projeto tem
duração de 9 meses e sua conclusão está pre-
vista para primeira semana de dezembro.
Curso de Letras pesquisa nomes de cursos d’água da Canastra
Alunas do curso de Enfermagem estão
promovendo atividades educativas em es-
colas de Passos visando a prevenção das
Doenças Sexualmente Transmissíveis
(
DST). Participam do projeto as bolsis-
tas Débora de Oliveira e Milene Godoi,
além das voluntárias Fabiany Barbara,
Fernanda Gabriel, Kenia Freitas e Ma-
ristela de Oliveira, sob a orientação da
professora mestra Raquel Dully Andra-
de e a co-orientação da enfermeira Clei-
de Augusta de Queiroz, coordenadora do
Ambulatório Escola da FESP (AMBES),
e da professora doutora Tânia Delfraro
Carmo, Diretora do Núcleo de Ciências
da Saúde da FESP. O projeto conta ain-
da com a psicóloga Eliane Santos do Car-
mo, do AMBES. Durante as atividades é
explicado o que são as DST, os meios de
transmissão, prevenção e tratamento des-
sas doenças, com o objetivo de orientar e
incentivar comportamentos seguros para
Educação é aliada no combate a Doenças Sexualmente Transmissíveis
um exercício saudável da sexualidade.
A educação para a saúde proporciona
mudanças de comportamento, habili-
tando os adolescentes para uma vida
sexual com menor risco, consequente-
mente protegendo a qualidade de vida
da família e reduzindo a cadeia de trans-
missão na comunidade”, explica a pro-
fessora Raquel. O projeto tem duração
de nove meses, com início em abril e
término em dezembro de 2012.