Informativo Fesp iNova - Nº 4 - Outubro 2013 - page 6

Devido à relevância do cultivo de café
na região de Passos e no Estado de Mi-
nas Gerais, o maior produtor de cafeei-
ro brasileiro, esta sendo desenvolvido
o estudo que investiga a entomofauna
(fauna de insetos). Neste estudo busca-se
informações a cerca das diferenças entre
o cultivo orgânico e convencional espe-
cialmente quanto aos insetos parasitói-
des que desempenham importante papel
no controle biológico de outros insetos,
incluindo os considerados pragas. As co-
letas foram iniciadas em abril de 2013 e
se estenderão até abril de 2014 em duas
fazendas no Município de Jacuí – MG.
A equipe executora deste projeto é
composta pelos pesquisadores; Professor
Orientador Dr. Juliano Fiorelini Nunes,
a colaboradora Professora Dra. Sônia
Lucia Modesto Zampieron e as alunas
bolsistas do Curso de Ciências Biológi-
cas Cinthia Marina Silva e Tatiana Apa-
recida Alves Martins e o aluno secun-
darista Stefano Teixeira Lopes, bolsista
Junior. Compõe ainda a equipe o aluno
voluntário do Curso de Ciências Biológi-
cas Carlo Tavares e o técnico do Labora-
tório de Entomologia da FESP/UEMG
Domício Pereira da Costa Junior.
Estudo analisa a língua falada no Brasil
O projeto de pesquisa, Coordenado
pelo professor Doutorando Júlio Ce-
sar Machado, “A pesquisa Relações
Semântico-Enunciativas entre a(s)
Língua(s) Falada(s) no Brasil e as Gra-
máticas”, esta sendo desenvolvida na
Fundação de Ensino Superior de Pas-
sos / FESP e na Universidade Federal
de São Carlos / UFSCAR, através de
recursos financiados pela da Fundação
de Amparo a Pesquisa do Estado de
Minas Gerais, FAPEMIG. O estudo
filia-se ao saber científico da linguísti-
ca, na subárea dos estudos semânticos,
o projeto é um estudo reflexivo sobre a
gramática.
O objetivo crucial deste projeto será
refletir, a partir de uma postura cien-
tífico-linguística, com margem meto-
Os pesquisadores
coletaram
mensal-
mente os insetos pre-
sentes no cafezal com
auxílio de redes en-
tomológicas e identi-
ficaram os espécimes
para entender as di-
ferenças que existem
entre os cultivos orgâ-
nico e convencional
quanto aos insetos
que os frequentam.
Também coletaram
mensalmente, folhas
infestadas com o bi-
cho-mineiro e frutos atacados pela
broca do café importantes pragas
desta cultura, com o objetivo de ob-
ter insetos parasitóides que eventual-
mente possam estar alimentando-se
da praga, assim efetuando o controle
natural da mesma.
Desta forma, a obtenção e a identifi-
cação destes insetos “benéficos” poderão
possibilitar estudos que visem o controle
biológico aplicado destas pragas, com a
criação em laboratório do parasitóide e
depois sua soltura nos cafezais.
Estudo científico beneficia o cultivo do café
no Sudoeste de Minas Gerais
De acordo com o Professor Orientador
Dr. Juliano Fiorelini Nunes a prática do
controle biológico visa a diminuição da
dependência do uso de agroquímicos,
possibilitando um controle natural das
pragas e melhorando a qualidade do
fruto que chega em nossas mesas e tam-
bém contribuindo para a diminuição da
poluição ambiental e melhoria da segu-
rança do trabalhador rural, uma vez que
menos substâncias tóxicas estarão sendo
manipuladas e lançadas no ambiente.
Apoio Financeiro:
FAPEMIG e PAPq / UEMG
dológica para a interdisciplinaridade,
sobre a(s) língua(s) falada(s) no Brasil.
A pesquisa segue uma postura teórica
em concordância com muitas univer-
sidades brasileiras, como a Unicamp.
Nestas pesquisas, postula-se que o Bra-
sil possui fartas razões para considerar
uma língua de identidade brasileira.
Nosso foco vislumbra uma investiga-
ção que se construirá a partir de dados
recortados de gramáticas selecionadas.
O estudo conta com o apoio da bol-
sista de graduação, Patrícia Sobrinho,
do Curso de Letras da FESP e de duas
Bolsistas Bic Júnior da FAPEMIG do
Colégio Tiradentes da cidade de Pas-
sos, Alessandra Augusta de Oliveira e
Natália Gonçalves de Oliveira.
De acordo com o professor Douto-
rando Júlio Cesar Machado, pode-se
ressaltar como relevante nesta pesquisa
os resultados sociais interdisciplinares,
sem esgotamento. Além do mais, tal
pesquisa atinge diretamente os saberes
da Educação, Letras, Didática de En-
sino, História, Sociologia e Filosofia e
propõe com rigor científico contribuir
para que se firme cada vez mais a iden-
tidade de uma língua brasileira, já rei-
vindicada por muitos dos grandes lin-
guistas do país. Tal pesquisa, portanto,
colocará a FESP no nível de pertinên-
cia de grandes instituições nacionais e
internacionais, colocando-a em conso-
nância com os estudos sobre as línguas
faladas no Brasil e no mundo.
Apoio financeiro:
FAPEMIG, PAPq/ UEMG.
informativo fesp inova 04.indd 6
14/10/2013 08:49:20
1,2,3,4,5 7,8,9,10,11,12
Powered by FlippingBook