Página Inicial
Um Super Futuro

Apogeu e Perigeu da Lua

A nossa conhecida Lua é quatro vezes menor do que a Terra. Não tem atmosfera e apresenta água em pequena quantidade no estado sólido. Devido a ausência de atmosfera, e afetada por fortes colisões de meteoros responsável pelo seu aspecto que conhecemos com suas crateras.

A lua também é o principal responsável pelos efeitos de marés que ocorrem na Terra. Por causa desses efeitos, a Lua se afasta do nosso planeta em média 3 cm por ano.

Apesar de sua origem ainda ser uma indagação, uma das hipóteses é que ela teria surgido a partir do choque de um corpo celeste com a Terra ainda em seu período de formação, mas isto é assunto para os próximos artigos.

A trajetória da Lua em torno da terra não é circular, ela é elíptica e esta volta ocorre a cada 28 dias aproximadamente. Assim em alguns momentos a lua esta mais próxima da terra e em outros momentos ela esta mais distante, em cada ciclo.

Assim surgiram os termos que retratam este fenômeno. Quando a Lua está em seu ponto mais distante da trajetória ao redor do planeta Terra falamos que ela esta no Apogeu. Já quando a Lua está mais próxima ela esta no seu Perigeu.
Para compreendermos melhor um esquema abaixo pode ajudar a compreender o fenômeno.

No apogeu e perigeu a lua não diminui ou aumenta de volume, porem temos a percepção de que ela menor ou maior devido a sua aproximação. Outro fato que deve-se levar em conta e não confundir com a sensação que temos quando a lua esta próxima ao horizonte e ela esta maior. Este fenômeno na verdade é uma ilusão de ótica, próximo ao horizonte devido aos pontos de referência como prédios fica a sensação que a Lua esta maior, quando atinge o Zênite (linha imaginária que parte do observador e sempre aponta para o ponto mais elevado) a ausência de pontos de referência nos dá a impressão que a Lua diminuiu, mas na verdade ela esta do mesmo tamanho.

A Super-Lua

A Super-Lua ocorre quando temos a máxima aproximação da Terra ou seja o maior perigeu da Lua junto com a Lua Cheia ou Lua Nova.

Neste ano de 2012 na madrugada do dia  seis maio, a Lua atingiu seu perigeu, ou seja, menor aproximação com a Terra. Sua distância foi  pouco mais de 356 mil km. Além disso, a Lua estava com 100% do seu disco iluminado, entrou na sua fase cheia.

A ocorrência desses dois fenômenos astronômicos contribuiu muito para apreciarmos uma Super-Lua no céu.

No anoitecer do dia cinco de maio (no sábado), logo após o pôr do Sol foi possível observar um belo momento, pois a Super-Lua teve 14% maior de tamanho e 30% mais brilho quando comparada com as outras Luas Cheias.
Para quem não pode aproveitar, algumas do trânsito da Lua no dia 6 de maio de 2012.

Fotos
Prof. Me. José de Paula Silva 

*José de Paula Silva é Professor, responsável pelo planetário do Centro de Ciências da FESP, aficionado por astronomia, com cursos de Evolução Estelar e Astrofísica do Sistema Solar pelo Observatório Nacional.

Atenção:

A partir de hoje as senhas da INTRANET e do WEBMAIL foram unificadas, agora você irá utilizar a mesma senha para entrar nos dois serviços.

A partir deste momento, utilize a senha da INTRANET para utilizar os dois serviços.

Se não conseguir acessar sua conta, precisar trocar a senha ou tiver outras dúvidas envie uma mensagem para ti@fespmg.edu.br ou ligue (35)3529-6048, informando o seu nome completo e matrícula (cpf).


AVISO

Devido a última atualização realizada na Intranet ontem (dia 12/08 no final da tarde), alguns usuários não estão conseguindo acessar o sistema com sua senha antiga.


Se este for o seu caso e a mensagem de senha ou login incorreto for exibida, utilize como senha inicial o seu CPF (sem pontos nem traço) e altere a mesma logo em seguida (clicando em Alterar Senha) logo em seguida.


Para acessar a Intranet clique aqui.